Blog

Chegou a hora de celebrar o primeiro aninho! Nessa idade, seu filho começa a se mostrar mais independente. Com a coordenação motora fina mais apurada, as brincadeiras passam agora a envolver o exercício de músculos maiores. Os bebês acham muita graça em empurrar, lançar e jogar tudo no chão, e gostam de brincadeiras que envolvam tirar peças de um lugar e pôr em outro.

A relação entre a criança e os pais durante os primeiros anos de vida condiciona as suas futuras interações e a forma como se vê a si própria.


Os primeiros anos de vida são fundamentais no desenvolvimento. Com um ano de idade, criança já não se parece em quase nada com o pequeno ser que nasceu à 12 meses atrás.


O seu filho é, ou será em breve, um pequeno caminhante. A curiosidade em descobrir o mundo e como funcionam as coisas à sua volta não vai parar de crescer e será o motor para o enorme desenvolvimento dos próximos anos.


Com 12 meses, é provável que a dieta do seu bebé se aproxime muito da do resto da família. Os primeiros sabores estão conquistados e o bebê vai ter vontade de provar novos alimentos à medida que cresce e vê a comida dos adultos. O sono também deverá estar regulado e o seu quarto tornou-se no principal espaço para dormir e fazer as sestas diurnas.


AS EMOÇÕES E AS RELAÇÕES SOCIAIS

  • Procura comunicar com o adulto: se alguma coisa que faz causa o riso ou aplauso, repete-a.
  • Sofre com a separação dos pais (ansiedade de separação).
  • Tem medo de pessoas estranhas.
  • Expressa muitas emoções.

 

LINGUAGEM E APRENDIZAGEM

 

  • É um explorador com grande curiosidade de mexer e alcançar tudo o que se encontra no seu campo visual.
  • É capaz de identificar um objeto num desenho e assimilá-lo.
  • Compreende perguntas simples.
  • Gosta de sons repetidos ritmicamente.
  • Adora brinquedos que fazem ruído ou produzem música.

 

COMPETÊNCIAS MOTORAS

  • Ajuda a vestir-se.
  • Pode começar a andar, mas com apoio do adulto ou agarrado aos móveis.
  • Solta os objetos voluntariamente.
  • Mantém-se de pé.
  • É capaz de pôr um objeto sobre o outro.
  • Maneja a colher apesar de ainda não dominar o seu uso completamente.
  • Extensão da coluna lombar, sentado, de joelhos ou em pé.
  • Quando sentada, move bastante os braços, que também são usados como ponto distal para o equilíbrio.
  • Aumenta a rotação interna das ancas, permitindo sentar-se em W, uma posição de transição depois de engatinhar.

 

SINAIS DE ALARME

  • Não se consegue levantar sozinho.
  • Não engatinha (ou forma equivalente).
  • Não aguenta o peso nas pernas.
  • Permanece imóvel, não procura mudar de posição.
  • Não usa gestos simples: apontar, abanar a cabeça, …
  • Não bate dois objetos um no outro.
  • Não aponta para objetos.
  • Não pega nos brinquedos com uma só mão.
  • Não mastiga.
  • Sobressalto ao menor ruído.
  • Não diz nenhuma palavra.
  • Não responde à voz.
  • Não faz gestos simples como dizer adeus ou abanar a cabeça.

 

https://www.maemequer.pt/desenvolvimento-infantil/desenvolvimento-fase-a-fase/etapas-desenvolvimento/o-bebe-aos-12-meses-de-idade/
 

© 2018 Dra. Cláudia Carneiro | Pediatria e Homeopatia

img-a9-link