Blog

 

O chocolate é um alimento bem calórico e pode prejudicar o apetite da criançada, ainda mais na fase inicial da introdução à alimentação com sólidos, entre 6 meses e 1 ano. O uso de qualquer quantidade de chocolate antes de completar 2 anos, não recomendada pois a criança nesta idade ainda não desenvolveu completamente a habilidade de digeri-lo, pelo fato do doce ser ele rico em gordura e açúcar.

 

Por ser gorduroso, o chocolate pode provocar diarreia se consumido em excesso. Nunca deixe grande quantidade de chocolate à mão de crianças. Se uma criança comer demais de uma vez, pode mesmo ter dor de barriga.

 

Além disso, é preciso ficar de olho ainda em possíveis reações, já que as crianças podem ser alérgicas a algum dos ingredientes da fórmula de muitos dos chocolates comercializados,  como leite, amendoim ou castanhas.

 

O consumo excessivo de açúcar interfere também no aumento do peso cerca de 10% das crianças e dos adolescentes brasileiros estão acima do peso e 7,3% são considerados obesos.

 

Vale lembrar também  da escovação dos dentes, principalmente após o consumo do chocolate - rico em açúcares, os terríveis responsáveis pelas cáries dentárias.

 

Uma alternativa para os pais de crianças abaixo de dois anos, ou que não querem incentivar o consumo do doce é fugir do convencional e presentear as crianças com mais brinquedos educativos e menos chocolates. Não é  que a criança não pode ganhar ou consumir chocolate. A questão é saber equilibrar os cuidados, para que os pequenos não exagere no consumo.

© 2018 Dra. Cláudia Carneiro | Pediatria e Homeopatia

img-a9-link