Blog

 

Crianças, infelizmente, estão sujeitas à quedas o tempo todo! A questão é, como podemos prevenir ao máximo essas quedas? O risco de quedas de bebês e crianças trazer consequências ruins é maior quanto mais jovem for a criança ou bebê.

 

A ONG “CRIANÇA SEGURA”, disponibilizou uma série de dicas para ajudar na prevenção desses acidentes. Confira.

 

  • As crianças devem brincar em locais seguros. Escadas, sacadas e lajes não são lugares para brincar;

  • Use portões de segurança no topo e na base das escadas e corrimão. Caso a escada seja aberta, instale redes de proteção ao longo dela;

  • Mantenha as escadas livres de objetos;

  • Instale grades ou redes de proteção nas janelas, sacadas e mezaninos. Os espaços das redes e grades devem ser de no máximo 6 cm;

  • Mantenha camas, armários e outros móveis longe das janelas, pois eles podem facilitar que crianças os escalem e se debruçam para fora do prédio ou casa;

  • Cuidado com pisos escorregadios e coloque antiderrapante nos tapetes;

  • Crianças com menos de seis anos não devem dormir em beliches. Se não tiver escolha, coloque grades de proteção nas laterais;

  • Ensine as crianças a guardarem seus brinquedos depois de brincarem;

  • Nunca coloque o bebê conforto em lugares altos, com superfícies lisas e escorregadias, como mesas e balcões;

  • Mantenha sempre uma mão segurando o bebê durante a troca de fraldas. Nunca deixe um bebê sozinho em mesas, camas ou outros móveis, mesmo que seja por pouco tempo;

  • O uso de andadores não é aconselhado pela Sociedade Brasileira de Pediatria. Além de comprometerem o desenvolvimento saudável da criança, podem causar sérias quedas;

  • Certifique-se de que os brinquedos serão usados em ambientes seguros. Brinquedos conduzidos pela criança, como bicicleta, patins e skate, não devem ser usados próximo a escada, rua, piscina, lago, etc.;

  • Ao andar de bicicleta, skate ou patins, o capacete é o equipamento fundamental. Ele pode reduzir o risco de lesões na cabeça em até 85%;

  • Crianças devem ser sempre observadas quando estiverem brincando nos parquinhos;

  • Conheça os parquinhos onde as crianças brincam. Verifique se os equipamentos estão enferrujados, quebrados ou contêm superfícies perigosas. Procure equipamentos apropriados para a idade das crianças e mostre para elas quais são os equipamentos apropriados para sua faixa etária;

  • O parquinho deve ser instalado em piso que absorva impacto, como um gramado, um piso emborrachado ou areia fina. Jamais deve ser instalado em piso de concreto ou pedra;

  • Ensine as crianças a não empurrar, não dar encontrões e nem se amontoar ao brincar em um parquinho.

 

Um dos grandes segredos no momento da queda é  tentar não entrar em pânico. A criança já vai estar assustada e acalmá-la fará com que você possa avaliar melhor a situação.

Por isso que alertamos como todo cuidado ainda é pouco para os pequenos, que necessitam da nossa atenção e auxílio a todo instante. Ah, tenha sempre números de emergências por perto!

© 2018 Dra. Cláudia Carneiro | Pediatria e Homeopatia

img-a9-link