Blog

 

Nessa fase da chegada do novo filho, é crucial, mesmo que difícil, conseguir manter o equilíbrio de atenção e cuidados entre os filhos, e aprender a lidar com possíveis ciúmes e problemas que o filho mais velho pode apresentar, o que é perfeitamente normal e compreensível. Tente encontrar horas no seu dia em que possa dedicar um tempinho exclusivo para ele, como na hora do soninho do bebê por exemplo.

 

Converse muito com seu pequeno, faça-o sentir máximo envolvido e menos excluído com o novo irmãozinho(a), uma dica é estimular o primogênito a ajudar cuidar do pequeno, muitas mamães também compram presentes, ou fazem “festas do irmão mais velho”, o que acaba facilitando a aceitação e criando um vínculo maior com o novo integrante da família, e é muito importante, estar sempre sendo elogiado esses cuidados.

 

Prepare-o para as mudanças sempre com muito amor e carinho, explicando que no início é difícil, pois os bebês dão trabalho, choram muito, e que logo essa fase passa. E que seu amor por ele continuará o mesmo, pois o amor não se divide e nem diminui, apenas aumenta e multiplica.


 

 

Vamos lá… Qual é a frequência ideal de visitas aos nossos pediatras?

 

Já logo no final da  gestação  é muito importante que a mamãe, já tenha sua pediatra e sua consulta pré-natal marcada.

 

Logo que o bebê nasce sua ida ao pediatra é quase como obrigatória, tendo sua primeira consulta quando completa uma semana e após ela, mensalmente até primeiro ano de vida.

 

Do primeiro ano em diante, o ideal é que seja de 3 em 3 meses até a criança completar seu segundo aninho, para ter todo acompanhamento no seu desenvolvimento.

 

E após isso, dos 3 aos 10 anos, o check-up, deve ser feita semestralmente, ou sempre quando sentir necessário. Para ser examinado, analisar o crescimento, a puberdade, desempenho escolar, detectar e prevenir doenças como diabetes, obesidade, colesterol e etc.

 

Por isso, que é tão importante escolher um pediatra de confiança que poderá estar acompanhando e auxiliando toda vida pueril de seu filho até a pré adolescência.

 

E é claro, sempre quando houver uma urgência ou motivo, deve se marcar uma consulta com seu pediatra!

 

Anotaram a lição de casa? Visitas ao pediatra regularmente é fundamental na vida de toda criança.

 

Todo mundo já deve ter passado, por um momento constrangedor ao lado do seu filho que pequeno,  resolve chorar, fazer birras, em momentos e lugares inadequados. Mas, como sabemos isso são coisas de crianças, que muitas vezes não controlam seus sentimentos.  Essa explosão vem em forma de choro incontrolável, gritos e aquela movimentação intensa difícil de conter. Na verdade, em algumas situações, as crianças estão testando o limite dos pais para descobrir até onde podem chegar.   Temos que adquirir a consciência de que  é muito importante corrígi-las para que não se intensifiquem mais e mais. Segue dicas valiosas para lidar com a situação:

  • Os pais devem ser firmes e controlados, não dando muita atenção à birra.

 

  • Não ceder (por mais difícil que seja) aos apelos das crianças, e continuar mantendo a sua palavra.

 

  • Castigos aplicados de maneiras proporcionais costumam ajudar muito também.

 

  • Medidas preventivas também existem, como conhecer bem seu filho, e saber que fatores como fome ou sono causam e intensificam as birras.

 

  • Distrair e comparar a atitude dela com as demais pessoas ao redor costuma criar uma consciência maior na criança, que tende a se acalmar.

 

Quando tudo passar, é muito importante dar um abraço na criança e demonstrar que está tudo bem. Sabemos o quão é díficil passar por essas situações, mas imagine o desespero real delas. Que possamos ser compreensíveis, pacientes e educadores com nossos filhos.

Meningococo B.
Só é vacinado aos 7 meses o bebê que está fazendo a imunização contra o meningococo B no esquema particular. Não há vacinas públicas contra essa doença. Essa é a terceira dose da vacina, que protege contra a meningite e infecções graves provocadas pela bactéria meningococo tipo B.

© 2018 Dra. Cláudia Carneiro | Pediatria e Homeopatia

img-a9-link